v. 46 n. 133 abr-jun (2022): Saúde em Debate

Saúde em Debate v. 46, n. 133, abr-jun, 2022

‘Defender a democracia, o direito à saúde, a vida e o SUS: pauta da Conferência Livre, Democrática e Popular’, título do editorial da Saúde em Debate v. 46, nº 133, assinado pelas editoras da revista, Maria Lucia Frizon Rizzotto, Ana Maria Costa, Lenaura de Vasconcelos Costa Lobato. O editorial apresenta e reflete sobre a criação da Frente Pela Vida que lançou a Conferência Nacional Livre, Democrática e Popular de Saúde, em 7 de abril de 2022, como preparação para a XVII Conferência Nacional de Saúde, que ocorrerá em 2023.

Neste número a revista reúne temas tais como: financiamento federal do Sistema Único de Saúde para o enfrentamento da Covid-19; recursos humanos do SUS na pandemia: fragilidades nas iniciativas do Ministério da Saúde; impactos da pandemia da Covid-19 na região da Sub-Bacia do Canal do Cunha, Rio de Janeiro; saúde mental dos estudantes de escolas públicas na pandemia de Covid-19; gênero e vulnerabilidade em políticas públicas de atenção ao Papiloma Vírus Humano (HPV) e Câncer Cervical (CC) no México; barreiras para o encaminhamento para o cuidado paliativo exclusivo: a percepção do oncologista; incremento decenal de estabelecimentos assistenciais no Brasil e vinculações com o Sistema Único de Saúde; o farmacêutico na Atenção Primária à Saúde no Brasil; Desigualdades macrorregionais na atenção primária ao Diabetes Mellitus; vulneração social e problemas ético-políticos transversais à saúde bucal na Atenção Primária à Saúde; profissionais da Atenção Primária à Saúde e a Linha de Cuidado do Sobrepeso e Obesidade no estado do Piauí; Conexão SUS: um canal do YouTube como instrumento de formação educacional e fortalecimento do Sistema Único de Saúde; Uso do WhatsApp para suporte das ações de educação na saúde; a pandemia do capital no saneamento; trabalhadores expostos ocupacionalmente em uma indústria de processamento de minério de cassiterita; O campo científico da saúde coletiva; Neoextrativismo, garimpo e vulnerabilização dos povos indígenas como expressão de um colonialismo persistente no Brasil; Assistência Farmacêutica e governança global da saúde em tempos de Covid-19; Ageísmo, sindemia covídica e Bioética de Intervenção; Reforma Sanitária Brasileira: uma revisão sobre os sujeitos políticos e as estratégias de ação; cuidado a partir do hospital: interdisciplinaridade e dispositivos para integralidade na rede de atenção à saúde; práticas de gestão no cuidado ao HIV; resenha do livro ‘Loucura e transformação social: autobiografia da reforma psiquiátrica no Brasil’, de Paulo Amarante.

Publicado: 2022-05-20

Edição completa

Artigo Original

Revisão

Resenha