Financiamento de pesquisas sobre dengue no Brasil, 2004-2020

Autores

Palavras-chave:

Dengue. Doenças negligenciadas. Financiamento da pesquisa. Avaliação de políticas de pesquisa.

Resumo

A dengue representa um importante problema de saúde pública no Brasil devido às constantes epidemias causadas pela doença no País. Este estudo  objetivou analisar o financiamento de pesquisas sobre dengue pelo Departamento de Ciência e Tecnologia  do Ministério da Saúde e parceiros no período de  2004 a 2020. Analisou-se a tendência do  financiamento por regressão linear generalizada do  tipo Prais-Winster e sua distribuição entre as regiões e Unidades Federadas brasileiras, modalidades de contratação das pesquisas, instituições beneficiadas e  temas estudados. Entre 2004 e 2020, financiaram-se  232 pesquisas (R$ 164,03 milhões), realizadas, em sua  maioria, em instituições da região Sudeste (77,55%),  abordando  especialmente a temática controle  vetorial (37,93%). A tendência de financiamento foi  estacionária nos anos estudados. As chamadas  estaduais foram a principal forma de modalidade de  contratação das pesquisas (65,95%). Houve diferença  estatisticamente significante na distribuição do valor  financiado entre as modalidades de contratação, bem  como no número de pesquisas financiadas e valor  financiado entre as regiões brasileiras. Esses achados  demonstram a importância de monitorar o  financiamento de pesquisas sobre dengue no Brasil e  de implementar estratégias de avaliação das  pesquisas financiadas, para subsidiar e aprimorar a  política de enfrentamento da doença e de seu vetor.

Publicado

2023-08-19

Como Citar

1.
Melo GBT, Angulo-Tuesta A, Silva EN da, Obara MT. Financiamento de pesquisas sobre dengue no Brasil, 2004-2020. Saúde debate [Internet]. 19º de agosto de 2023 [citado 25º de julho de 2024];47(138 jul-set):601-15. Disponível em: https://revista.saudeemdebate.org.br/sed/article/view/8089

Edição

Seção

Artigo Original