Tendências da mortalidade por câncer de colo no Brasil em 5 anos (2012-2016)

Autores

Palavras-chave:

Neoplasias do colo do útero; Neoplasmas; mortalidade

Resumo

O câncer do colo uterino é uma importante causa de morte no Brasil. O objetivo deste estudo é avaliar a mortalidade por esse câncer na população brasileira, entre 2012 e 2016, conhecendo a mortalidade nos grupos etários e nas diferentes regiões. Foi realizado um estudo de corte transversal descritivo. Os dados foram obtidos pelo Sistema de Informações sobre Mortalidade. Entre 2012 e 2016, o total de óbitos por câncer do colo do útero foi de 27.716 casos. A taxa de mortalidade específica para o Brasil passou de 6,86 para 7,18. O crescimento do coeficiente de mortalidade foi de 4,6%. Nas mulheres abaixo de 25 anos, observaram-se 189 mortes, o que equivale a 0,68% do total. Entre 25 e 64 anos, houve 18.574 óbitos (67,02%), e 8.950 mortes no grupo acima de 64 anos (32,29%). O maior percentual de óbitos ocorreu na faixa etária de 50-54 anos. A região Norte apresentou os maiores índices de óbitos e taxas de mortalidade, e o Sul o maior índice de crescimento. A mortalidade por câncer do colo uterino no Brasil apresentou crescimento durante os anos observados, com mais óbitos entre 50-54 anos. A região Sul apresentou o maior crescimento nas taxas de mortalidade.

Publicado

2022-06-29

Como Citar

1.
Soares L, Monteiro D, Rodrigues N, Morgado F, Tallon B. Tendências da mortalidade por câncer de colo no Brasil em 5 anos (2012-2016). Saúde debate [Internet]. 29º de junho de 2022 [citado 2º de outubro de 2022];44(125 Apr-Jun):362-71. Disponível em: https://revista.saudeemdebate.org.br/sed/article/view/3087

Edição

Seção

Artigo Original