Atendimento à mulher em situação de violência: construção participativa de um protocolo de trabalho

Construcción participativa de un protocolo de trabajo

Autores

Palavras-chave:

Violência doméstica. Educação continuada. Colaboração intersetorial.

Resumo

Este relato de experiência narra a construção participativa de um Protocolo de Rede para o enfrentamento das violências contra as mulheres em um município de médio porte no estado de Minas Gerais. Com a ausência de políticas especializadas, trabalhadores/as se organizaram de forma a construir um coletivo dialógico e autônomo que, baseado nas premissas da pesquisa-ação, pudesse propor um instrumento que normatizasse e garantisse atenção competente e intersetorial às mulheres em situação de violência sexual e doméstica. A experiência resultou em um diagnóstico construído de forma coletiva, que apontou os principais desafios institucionais vivenciados pelos serviços. Também, partindo da iniciativa dos profissionais que compuseram o grupo de trabalho, articulada à ampla mobilização da sociedade civil, o Protocolo de Rede foi aprovado como Lei de Iniciativa Popular no município. O trabalho coletivo, solidário e multiprofissional, que deu origem ao documento público, continuou, após aprovação da Lei, por meio de um comitê técnico organizado para acompanhamento do Protocolo de Rede, sustentando um espaço educativo para discussão dos atendimentos, sensibilização e formação permanente dos profissionais.

Downloads

Publicado

2022-06-30

Como Citar

1.
Santos AP dos, Bevilacqua PD, Melo CM. Atendimento à mulher em situação de violência: construção participativa de um protocolo de trabalho: Construcción participativa de un protocolo de trabajo. Saúde debate [Internet]. 30º de junho de 2022 [citado 12º de agosto de 2022];44(125 abr-jun):569-7. Disponível em: https://revista.saudeemdebate.org.br/sed/article/view/3061

Edição

Seção

Relato de Experiência