Judicialização de medicamentos no Estado do Rio de Janeiro: evolução de 2010 a 2017

Judicialización de medicamentos en Rio de Janeiro

Autores

Palavras-chave:

Judicialização da saúde. Preparações farmacêuticas. Assistência farmacêutica.

Resumo

O artigo objetivou descrever a evolução do número de ações judiciais com pedido de fornecimento de medicamentos no Estado do Rio de Janeiro. Trata-se de pesquisa descritiva retrospectiva, realizada no banco de dados do Tribunal de Justiça, em que se descreve a evolução do número de ações judiciais no período 2010-2017. Os dados foram analisados segundo as variáveis: Município, Região de Saúde e porte populacional. Das 87 comarcas (em 84 municípios), 62 tiveram aumento no números de processos. A Comarca da Capital concentrou o maior número de processos tombados, variando de 2.026 a 2.797, com padrão semelhante ao do Estado. Observou-se o maior aumento no número de ações nos municípios de Pequeno Porte I (158,1%) e queda de 10,2% nos municípios de Médio Porte. À exceção da Metrópole, o aumento foi mais pronunciado em 2014-2017 em relação a 2010-2014. Houve marcado aumento de processos junto ao Juizado Especial Fazendário em detrimento das Varas de Fazenda Pública. Conclui-se que a despeito da tendência geral de crescimento, este apresentou tendência diferente em função da Comarca, da Região e do porte populacional dos municípios, sugerindo potencial interferência de atores institucionais. Adicionalmente, constatou-se a migração das demandas para os Juizados Especiais Fazendários na Capital.

Publicado

2019-12-13

Como Citar

1.
Peçanha L de O, Simas L, Luiza VL. Judicialização de medicamentos no Estado do Rio de Janeiro: evolução de 2010 a 2017: Judicialización de medicamentos en Rio de Janeiro. Saúde debate [Internet]. 13º de dezembro de 2019 [citado 8º de fevereiro de 2023];43(especial 4 dez):61-70. Disponível em: https://revista.saudeemdebate.org.br/sed/article/view/2987