A perspectiva dos profissionais sobre o processo de alta de pacientes do Caps-AD: critérios e dificuldades

Autores

Palavras-chave:

Alta do paciente. Transtornos relacionados ao uso de substâncias. Saúde mental.

Resumo

O objetivo foi compreender como ocorre o processo de alta de pacientes no Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas (CAPS-AD), na perspectiva dos profissionais. Foram investigados os critérios de alta utilizados por eles, pelas instituições em que trabalhavam e as dificuldades encontradas durante o processo. A metodologia foi qualitativa, por meio de entrevistas em profundidade com dezesseis profissionais atuantes em cinco CAPS-AD de São Paulo. O recrutamento ocorreu por bola de neve e o material foi transcrito e submetido à análise de conteúdo. Observamos que não há uma padronização e clareza dos critérios de alta nos CAPS-AD.  Os profissionais consideraram como critérios de alta: mudança no padrão de uso da substância, reinserção social, melhora no funcionamento psicológico e nas habilidades de enfrentamento do indivíduo e alcance dos objetivos estabelecidos. As maiores dificuldades encontradas foram divergências na equipe, onipotência dos profissionais, dificuldades relativas ao rompimento dos vínculos, dependência institucional, instabilidade dos pacientes e dificuldades na articulação com a rede de saúde. Os resultados expressam a complexidade e amplitude da questão da alta em CAPS-AD, uma vez que o processo é caracterizado pela articulação das dimensões sociais, econômicas, políticas, subjetivas e institucionais.

Downloads

Publicado

2022-05-29

Como Citar

1.
Silva LLP, Almeida AB, Amato T de C. A perspectiva dos profissionais sobre o processo de alta de pacientes do Caps-AD: critérios e dificuldades. Saúde debate [Internet]. 29º de maio de 2022 [citado 12º de agosto de 2022];43(122 jul-set):819-35. Disponível em: https://revista.saudeemdebate.org.br/sed/article/view/2021