Saúde em Debate v. 42 n.116

A Saúde em Debate inicia 2018 com seu editorial sobre a luta do Cebes pela justiça social e pela democracia com direitos sociais. O Cebes propõe um debate que parte da constatação de que o golpe de Estado foi engendrado para devolver o Brasil a uma condição subalterna no jogo internacional. A reversão dessa tragédia nacional não virá das classes dominantes, mas das classes e frações de classes que estão sofrendo e sofrerão as consequências do desmonte do Estado brasileiro e da perda de direitos. O Cebes estará junto nessa luta.

A revista apresenta artigos sobre: retrocessos e riscos da PNAB para o SUS; regionalização do SUS; blocos de financiamento da saúde; hospitais filantrópicos; Estratégia Saúde da Família; Vigilância Epidemiológica; sofrimento mental de professores; reabilitação profissional; LER/Dort; influência raça/cor na obstetrícia; mortalidade infantil no Semiárido brasileiro; depressão em usuários com HIV/Aids; diabetes mellitus na atenção básica; hipertensão arterial na atenção primária; atendimento pré-hospitalar móvel de urgência; processo de trabalho da enfermagem; seringas hipodérmicas de uso único; atenção domiciliar para pacientes oncológicos; PMAQ-AB; cultura das garrafadas; microssistema linguístico de Ivan Illich; vigilância da água; residências terapêuticas; Política Informada por Evidência; vigilância da saúde; cultura organizacional na saúde; transtornos alimentares e obesidade.

Publicado: 2018-05-08

Edição completa

Editorial

Artigo de Opinião

Artigo Original

Ensaio