O editorial da ‘Saúde em Debate’ v. 43, n. 122 trata da divulgação pela Capes da classificação dos periódicos com base no Qualis Único, o qual estabelece uma única classificação de referência para cada periódico, que gerou preocupação, traduzida em diversas manifestações, tanto por parte de instituições e programas de pós-graduação como entre os editores científicos de revistas do campo da saúde coletiva. O Cebes salienta que a metodologia de avaliação de periódicos proposta pela Capes, além de não atender às necessidades de difusão do conhecimento em saúde coletiva no Brasil, vem em momento de profunda restrição do financiamento público das pós-graduações e dos próprios periódicos.

Este número reúne temas como: grupos de pesquisa de avaliação em saúde; Assistência Farmacêutica para Medicamentos Judicializados; gestão federal na Atenção Básica (AB); ações e serviços de saúde de média complexidade; Vigilância em Saúde em Pernambuco; tratamento de câncer de mama; acesso e acolhimento na AB do Pará; saúde da população rural; enfermeiros na Estratégia Saúde da Família; sistema e-sus AB; violência contra idosos na AB; cuidado à família enlutada; alta de pacientes do Caps-AD; álcool entre usuárias das Unidades de Saúde da Família em Recife; Programa Bolsa Família: mortalidade e nutrição; internacionalização dos periódicos da saúde coletiva; cuidado na Rede de Atenção Psicossocial; Projeto Vivências e Estágios na Realidade do Sistema Único de Saúde; câncer e exposição a pesticidas; gestão de eventos QBRN; racismo institucional e saúde da mulher negra; biofilia e cuidados paliativos; cuidado e redução de danos.

Publicado: 20-09-2019

Edição completa