Promoção de Saúde, práxis de autonomia e prevenção da violência

O editorial da revista ‘Saúde em Debate’ especial ‘Promoção de Saúde’ apresenta a Promoção de Saúde como uma das mais promissoras estratégias de produção de saúde nas sociedades atuais, dada a sua potencialidade na abordagem das doenças crônico-degenerativas, das violências e acidentes e das doenças transmissíveis, entre as quais, especialmente, as doenças emergentes, reemergentes e negligencidadas.

O Programa de Pós-Graduação de Promoção de Saúde e Prevenção da Violência da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e do Núcleo de Promoção de Saúde e Paz que, juntamente com ‘Saúde em Debate’, assumiram a editoria deste número, cujo objetivo é contribuir para a qualidade das práticas de saúde, unicamente possível se produzida nos marcos da liberdade.

Temas abordados: mulher em situação de violência no Brasil; mediação de conflito no SUS; violência e Atenção Primária à Saúde; violência contra idosos; violência em assentamento rural (visão de adolescentes); Planejamento Participativo Regionalizado; Programa Saúde na Escola; Atividade Física na população brasileira; consumo de álcool; tabagismo entre adolescentes do sexo feminino; mudanças percebidas em usuários de Centros de Atenção Psicossocial; adoecimento psíquico na sociedade contemporânea; Educação Permanente em Saúde; cuidado em rede e movimentos de redes vivas; intoxicação por agrotóxicos; Internações por Condições Sensíveis; corpo, movimento e saúde; acolhimento na vigilância em saúde; Salutogênese-Camponês a Camponês; trabalho e saúde mental.

Publicado: 02-01-2019

Edição completa