Saúde em Debate v. 42 nº especial 1

30 anos de APS no SUS: estratégias para consolidação

Este número especial da revista ‘Saúde em Debate’ apresenta uma coletânea de artigos produzidos por grupos de pesquisa de instituições de ensino superior participantes da Rede de Pesquisa em Atenção Primária à Saúde (Rede APS), assim como de instituições de ensino superior envolvidas com a coleta de dados para avaliação externa das equipes de atenção básica no âmbito do PMAQ- AB.

Neste mês, em que comemoramos 30 anos da criação do Sistema Único de Saúde (SUS) pela Constituição Cidadã de 1988 e 40 anos de Alma Ata, o convite ao debate sobre os rumos e desafios da APS no SUS proporcionado é muito bem-vindo e oportuno.

O número temático reúne temas tais como: Estratégia Saúde da Família como modelo de APS resolutivo; mudanças na Política Nacional de Atenção Básica; resultados do PMAQ-AB; análise espacial da atenção básica no Brasil; cobertura da APS para populações rurais e urbanas; avaliação externa do PMAQ-AB; os Agentes Comunitários de Saúde no Brasil contemporâneo; Núcleo de Apoio à Saúde da Família a partir dos dados do PMAQ; desigualdades intermunicipais no trabalho em saúde bucal; as Práticas Integrativas e Complementares na APS; a graduação em medicina ante os desafios da APS; qualidade da APS no Brasil; financiamento federal da atenção básica; coordenação do cuidado no SUS; conquistas e desafios dos agente comunitários; formação e prática de enfermeiros: avanços, desafios e estratégias; desafios do monitoramento e avaliação da atenção básica; direito à saúde da população do campo, floresta e águas; privatização da saúde; PNAB: cuidado X mercado de saúde; Programa Mais Médicos: produção acadêmica; APS: situação, problema e superação; promoção da saúde na APS; Rede de Pesquisa em APS da Abrasco; documentos: agenda estratégica APS, declaração APS da Alames, Astana/APS; e finaliza com uma resenha do livro ‘Atenção Primária à Saúde: conceitos, práticas e pesquisa.

Publicado: 25-10-2018

Edição completa