Edição Atual

v. 42 n. especial 3 (2018): Crise atual do capitalismo, desigualdade e o impacto na saúde

Crise atual do capitalismo, desigualdade e o impacto na saúde

 

O editorial da ‘Saúde em Debate’ nº especial 3 de 2018 apresenta a revista com a questão ‘Democracia, direitos humanos, desigualdade e saúde: que caminhos trilhamos?’. Lembra da crise do capitalismo de 1929, a partir do crash da bolsa de Nova York, que impactou praticamente todo o mundo, com falências de empresas, desemprego e grave impacto social. E afirma que a crise disseminada no mundo hoje tem sido considerada por especialistas de várias áreas do conhecimento como a mais grave desde 1929.  No Brasil, um país sem políticas universais de proteção social, o impacto econômico atinge principalmente as populações mais necessitadas.

Assuntos abordados: geopolítica internacional e a estratégia imperial dos Estados Unidos; a berlinda da Constituição de 1988; saúde pública e pós-democracia; reforma das comunicações; desigualdade no Brasil; desestabilização do trabalho; progresso, retrocesso e resistência na América Latina; movimentos e mobilizações sociais no Brasil; capitalismo, democracia e cidadania; civilização ou barbárie; saúde, luta de classes e a Reforma Sanitária Brasileira; SUS e setor privado assistencial; política econômica e saúde pública; a questão agrária no Brasil; as cidades brasileiras e a saúde pública; reforma tributária no Brasil; avaliação no SUS e o produtivismo no capitalismo contemporâneo.

Publicado: 2018-11-13

Edição completa

Ver Todas as Edições