Gestão pública no SUS: considerações acerca do PMAQ-AB

  • Gabriela Mendes da Silva Flôres Universidade de Santa Cruz do Sul (Unisc) – Santa Cruz do Sul (RS), Brasil.
  • Leni Dias Weigelt Universidade de Santa Cruz do Sul (Unisc), Departamento de Enfermagem e Odontologia – Santa Cruz do Sul (RS), Brasil.
  • Maristela Soares de Rezende ruz do Sul (Unisc), Departamento de Enfermagem e Odontologia – Santa Cruz do Sul (RS), Brasil.
  • Rosimeri Telles Universidade de Santa Cruz do Sul (Unisc), Grupo de Estudos e Pesquisa em Saúde – Santa Cruz do Sul (RS), Brasil.
  • Suzane Beatriz Frantz Krug Universidade de Santa Cruz do Sul (Unisc), Departamento de Enfermagem e Odontologia e Programa de Pós-Graduação Mestrado em Promoção da Saúde – Santa Cruz do Sul (RS), Brasil.
Palavras-chave: Avaliação em saúde. Programas nacionais de saúde. Gestão em saúde.

Resumo

O estudo teve como objetivo investigar as percepções dos gestores municipais de saúde na 28ª Região de Saúde do Rio Grande do Sul quanto aos impactos do Programa de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica (PMAQ-AB) na organização do trabalho e assistência à saúde, bem como os aspectos que traduzem as percepções e o envolvimento deles com o Programa. Trata-se de uma pesquisa qualitativa com 11 gestores de saúde, com análise de dados a partir da Análise de Conteúdo. Os resultados apresentam aspectos positivos e negativos acerca do PMAQ-AB, evidenciam deficiências no envolvimento dos gestores com o programa, todavia, demonstram impactos positivos para a gestão e assistência em saúde da região em estudo.

Publicado
2018-03-31
Como Citar
1.
Flôres G, Weigelt L, Rezende M, Telles R, Krug S. Gestão pública no SUS: considerações acerca do PMAQ-AB. SD [Internet]. 31mar.2018 [citado 13dez.2018];42(116):237-4. Available from: http://revista.saudeemdebate.org.br/sed/article/view/809
Seção
Artigo Original